cool_hunting

Cool Hunting: o que é e como pode ser útil para as empresas

Cool Hunting é a arte e a ciência de decifrar tendências.

É uma arte porque envolve criatividade estratégica, mas pode ser encarado como ciência quando tem a sua disposição investigação, observação e análises. Essa é a definição de Víctor Alejandro Gil Mártil, no seu livro Cool Hunting, olha o link.

Cool Hunting tornou-se um recurso interessante e rentável para as empresas porque permite que elas incorporem novidades e tendências de comportamento ao seu negócio. As ideias, preconceitos, ideais, sonhos, desejos e motivações de compra se modificam com o tempo. Por isso, para que as empresas se perpetuem e aproveitem novas oportunidades de negócios, é necessário acompanhar essas transformações da sociedade e dos mercados. Conheça hoje o que seu cliente pode demandar amanhã!

O Cool Hunting, no entanto, não se limita a descrever mudanças nos comportamento dos consumidores. O caminho é entender as motivações que explicam as mudanças. Somente desta forma é possível distinguir fenômenos de caráter efêmero ou duradouro.

Vamos conhecer o caso espanhol e chegar até a notícia de hoje. Tomar café da manhã com pão e azeite de oliva é uma prática ancestral na Espanha e muito tradicional, própria da dieta mediterrânea. No meio de século XX, com a chegada de grandes multinacionais na Europa, como a Kellogg’s e a Danone, a prática perdeu força. Os “desayunos” se tornaram mais exóticos, modernos e calóricos.

No começo do século XXI ocorreu um problema que iria reiniciar esse ciclo. Constatou-se o aumento da incidência de doenças cardiovasculares, casos de colesterol e obesos na população espanhola (tendência em todo o mundo). Isso aconteceu em decorrência também da queda da qualidade da alimentação. O que aconteceu? As pessoas passaram a se preocupar com a saúde. O que significa consumir produtos mais saudáveis. A dieta mediterrânea voltou a ser muito reivindicada e os espanhóis voltaram a consumir pão com azeite de oliva no seu desjejum matinal.

Globalmente, a saúde tornou-se a motivação para um consumo de produtos sem (ou com menos) sal, gordura, calorias, conservantes… Assim surgiram empresas como a Subway, que tem o caráter saudável dos seus produtos como bandeira. Foi assim que o McDonald’s decidiu dar uma virada nos seus produtos e, nos últimos anos, tem tentado vender uma imagem cada vez mais saudável. Começaram a oferecer um café da manhã para as pessoas, diminuir as calorias dos seus produtos e repensar sua comunicação.

O McDonald’s lançou um novo personagem, o Happy, para tentar apresentar ao seu público, inclusive o infantil, um McLanche Feliz e mais saudável. Conhecem?

A Zara, em um segmento diferente, também incorporou ao seu dia a dia o Cool Hunting. Os funcionários da loja de Tokyo são instruídos a saírem diariamente pelas ruas da cidade em busca de novidades e tendências de estilos e roupas. Assista ao vídeo:

O Cool Hunting, na minha opinião, ainda é pouco discutido no Brasil. O autor espanhol Víctor Gil fala de uma atitude Cool Hunting que, para além do trabalho mais profundo de pesquisa, prega o desenvolvimento de um olhar perspicaz em quem trabalha com mercados, comunicação, marketing etc. Eu curti! Abra o olho! O mundo está se transformando ao seu redor. Você está aproveitando as oportunidades?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *